hojevinteoitodeabrilnotas

Na página "Por Outros", um soneto de Lucas Puntel Carrasco.


(Pra não confundir mais ninguém - que é quase do meu feitio -, os versos abaixo são meus, os de Lucas estão na página indicada)
.
.
Autoridade de formiga,
sou império quando escrevo.
Só sendo esta carne parva:
ter que comer me desautoriza.


 
(É o céu lá de Uberaba, mais um céu que uma cidade, pela doce fotógrafa e designer Priscila Sabino)